Título: Serra: SP nunca esteve tão limpa
Autor: Silvia Amorim
Fonte: O Estado de São Paulo, 08/12/2005, Metrópole, p. C1

A cidade entrará na temporada de chuvas mais limpa do que nunca, garante o governo José Serra (PSDB). Quanto ao baixo investimento em obras, a gestão culpa as dificuldades financeiras do Município. A falta de recursos, dizem os tucanos, obrigou o governo a escolher entre investir em infra-estrutura ou melhorar o que já existe. Decidiram concentrar recursos na segunda opção. Quanto às obras, alegam, não foram deixadas de lado, mas tocadas em ritmo mais lento.

O último demonstrativo de arrecadação da Prefeitura mostra que, até outubro, 83% dos R$ 15,2 bilhões estimados para 2005 entraram nos cofres municipais, um indicativo de que a previsão deve se confirmar.

A Prefeitura afirma que os investimentos em canalização de córregos e obras de drenagem são superiores aos números do Sistema de Execução Orçamentária. Eles dizem terem gasto cerca de 20% dos recursos para canalização, e não os 3% registrados no sistema.

Os dados estão defasados e mostram a situação de dois meses atrás, alega a Secretaria Municipal de Comunicação. Segundo a pasta, a burocracia atrasa o lançamento dos números no SEO. A mesma justificativa foi dada durante quatro anos pela gestão Marta Suplicy (PT). Na época, vereadores tucanos que faziam os balanços orçamentários acusavam os petista de estarem dando desculpas.

O secretário de Infra-Estrutura e Obras, Antônio Arnaldo de Queiroz e Silva, foi procurado desde segunda-feira para comentar os dados, mas não deu entrevista. O secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, Walter Feldman, disse que a gestão vai investir em ações de combate às enchentes R$ 105,5 milhões neste ano, mais do que os R$ 91,9 milhões do governo passado.

Quanto às áreas de risco, a pasta informou que há 60 obras em andamento e que até o fim do mês usará toda a previsão orçamentária. Mais quatro obras estão em licitação. No total, vão beneficiar 3.500 famílias. A pasta também culpou a defasagem do sistema de dados orçamentários.