Título: Câmara se antecipou à decisão do STF
Autor: Rodrigo Pereira
Fonte: O Estado de São Paulo, 05/12/2005, Nacional, p. A4

BASTIDORES: Uma verdadeira operação de guerra foi montada nos bastidores da Câmara, envolvendo o trabalho de cerca de 30 funcionários da Secretaria-Geral da Mesa e serões no fim de semana e de madrugada, para garantir a realização da sessão em que o mandato de José Dirceu (PT-SP) foi cassado. O desafio era cumprir as exigências regimentais em um exíguo espaço de tempo, já que a manutenção do julgamento no plenário dependia da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que se reuniria poucas horas antes do início da sessão. O não cumprimento de aspectos regimentais pela Câmara poderia anular a sessão.Sem poder esperar o resultado do STF, a secretaria preparou a publicação do processo com base no voto do ministro do STF Cezar Peluso, que defendeu a manutenção da votação do processo de cassação no plenário.