Título: Dólar baixo leva classe média ao exterior
Autor: Mariana Barbosa
Fonte: O Estado de São Paulo, 01/03/2006, Nacional, p. A4

Enquanto o governo prepara um pacote para incentivar as famílias de menor poder aquisitivo a viajar pelo Brasil, a condução da política econômica já contribuiu para que os brasileiros de maior renda viajassem mais para o exterior. Com a queda da cotação do dólar - que está em torno de R$ 2,20, uma das menores dos últimos tempos -, os gastos dos turistas brasileiros em viagens internacionais chegaram a US$ 397 milhões em janeiro, 34% mais que o volume desembolsado com viagens para fora do País no mesmo mês de 2005.

O forte crescimento dos gastos dos brasileiros no exterior, segundo o BC, fez com que o saldo líquido do País com viagens internacionais fosse positivo em apenas US$ 5 milhões em janeiro deste ano, apesar de o volume de recursos trazido ao País por turistas estrangeiros ter atingido o recorde de US$ 402 milhões no primeiro mês de 2006. Esta cifra é 18% maior que a de janeiro do ano passado.

Em 2005, os turistas brasileiros gastaram US$ 4,72 bilhões no exterior. Com isso, a balança do turismo do Brasil (diferença entre o dinheiro que entrou pelas mãos de turistas estrangeiros e o que os brasileiros gastaram no exterior) teve um déficit de US$ 859 milhões em 2005. O volume de turistas brasileiros na Europa cresceu de 15% a 20% no ano passado. Os destinos preferidos foram Portugal, Alemanha, França e Itália.