Título: Dono de avião teme canibalização
Autor: Isabel Sobral
Fonte: O Estado de São Paulo, 28/04/2006, Economia & Negócios, p. B1

Os advogados de empresas de leasing credoras da Varig afirmaram ontem, na Corte de Falências de Nova York, que a aérea está "canibalizando" as aeronaves. Diversas vezes, durante audiência de quase três horas, acusaram a Varig de não respeitar o direito de propriedade. Para o advogado da Varig Otto Lobo, a queixa de canibalização não tem fundamento. "O termo foi usado de forma inapropriada. O juiz sabe que é normal trocas de peças de uma aeronave para outra e sabe o que estamos fazendo de verdade", afirmou após a audiência. O advogado William Rochelle III, representando o credor Willis Lease Finance Corp, afirma que sete de nove contratos de seu cliente venceram no fim de março. "A empresa não pagou e não devolveu. Isto é roubo." Ele disse ainda que não descarta a possibilidade de tentar reter os aviões de seu cliente caso pousem na Flórida. O diretor da Alvarez & Marsal, Luis de Lucio, revela que existem três aviões parados nos aeroportos de Nova York, Las Palmas (Ilhas Canárias), e Rio de Janeiro. "Um pertence a Well Fargo e os outros ao US Bank."