Título: Companhia busca alternativas para importar gás
Autor: Kelly Lima
Fonte: O Estado de São Paulo, 09/05/2006, Economia & Negócios, p. B3

O diretor de Gás e Energia da Petrobrás, Ildo Sauer, disse que a empresa pretende iniciar as importações de gás natural liquefeito (GNL) em até 30 meses. A empresa já abriu negociações com fornecedores e procura a melhor tecnologia para o mercado brasileiro. A direção da estatal aprovou as importações de GNL no mês passado, para reduzir a dependência da Bolívia.

A tecnologia do GNL consiste em liqüefazer o gás natural a baixíssimas temperaturas, permitindo o transporte do combustível em navios, o que permite nuscar fornecedores em qualquer parte do planeta. A Petrobrás terá de instalar centros de regaseificação próximos aos mercados consumidores do combustível, no Nordeste e no Sudeste. Segundo estimativas, a construção de uma planta de regaseificação de GNL pode levar até três anos.