Título: Conceder aeroportos e/ou abrir o capital da Infraero?
Autor: Gonçalves, Glauber
Fonte: O Estado de São Paulo, 16/06/2011, Economia, p. B10

Para entender como esta resposta deve ser apresentada, torna-se necessário perceber exatamente a vocação natural dos entes participantes e como eles podem e devem auxiliar na busca eficiente dos resultados. É importante também verificar a amplitude deste sistema, em que não basta resolver somente a Infraero.

Quanto às concessões, é preciso conceder alguns aeroportos com grande movimento e, sobretudo, atrasados em relação às suas expansões. Aliado a esse fator, é prudente que o governo efetue concessões em separado e não em blocos. Desta forma, incentiva-se a geração de inovações na gestão aeroportuária com incrementos de competição, e consequentemente, ganhos de bem-estar.

Em relação à abertura de capital, pode e deve ser feita. Entretanto, ela não será bem-sucedida a menos que a Infraero passe por mudanças em sua estrutura, apresentando melhores resultados para o sistema e seus clientes. E parte desse renascimento surgirá do modelo empregado nas concessões.

Havendo a abertura de capital, a capacidade de gestão da Infraero será o seu patrimônio, e atrair os investidores se configurará como o primeiro desafio. Nesse aspecto, torna-se necessário mostrar ao mercado medidas que não configurem a captura política da nova Infraero pelo governo.

O governo deve ir mais além, porque alguns aeroportos atualmente administrados pela estatal podem ser transferidos via convênios aos Estados e municípios.

O capital privado, proveniente dos processos concessionários e de abertura de capital, atuando em sintonia é um fator necessário ao auxílio desta descentralização e melhoria do sistema, não o prejudicando ou piorando. É preciso ter competição, descentralização das atividades e ganhos de eficiência , atestando a importância do setor em relação ao desenvolvimento econômico do Brasil.

MESTRE EM ENGENHARIA DE INFRAESTRUTURA AERONÁUTICA PELO ITA E CONSULTOR EM PLANEJAMENTO AEROPORTUÁRIO