Título: Santa Sé também vai punir padres condenados por pedofilia
Autor:
Fonte: O Estado de São Paulo, 21/12/2011, Vida, p. A20

Processo canônico contra 3 religiosos de AL, aberto após denúncias, em 2010, já foi concluído e será divulgado em breve

Os três sacerdotes condenados anteontem por pedofilia pela Justiça de Arapiraca (AL) a penas de 16 e 21 anos de prisão também tiveram suas punições determinadas pela Santa Sé, em Roma.

De acordo com nota divulgada ontem pela Diocese de Penedo (AL), que engloba Arapiraca, processos administrativos canônicos contra os três foram instaurados logo depois de virem a público as denúncias de abusos sexuais, feitas por ex-coroinhas em março de 2010, no maior escândalo de pedofilia envolvendo a Igreja no País.

O processo canônico contra monsenhor Luiz Marques Barbosa, de 83 anos - que aparece em um vídeo gravado por um ex-coroinha tendo relações com outro ex-coroinha - foi concluído e o religioso, notificado da sua punição no último dia 15. Monsenhor Raimundo Gomes Barbosa, de 53, e o padre Edílson Duarte, de 45, também foram julgados pela Santa Sé, mas ainda não foram notificados. As penas da Igreja Católica só poderão ser divulgadas quando todos estiverem cientes das punições.

A nota, assinada pelo bispo diocesano Valerio Breda, afirma que a diocese se sente "profundamente acabrunhada" com a notícia da condenação judicial e compartilha "as expressões mais fortes e eloquentes do Santo Padre, o papa Bento XVI", não escondendo "desconcerto e vergonha" pelos "crimes odiosos" perpetrados pelos clérigos.

Monsenhor Barbosa foi condenado a 21 anos e os outros dois, a 16 anos e quatro meses de prisão. Eles aguardarão o julgamento de recurso em liberdade. / A.L.