Título: Dona Ione: `Ainda acredito que Brasil tem jeito¿
Autor:
Fonte: O Globo, 04/09/2005, O País, p. 13

Símbolo nacional da cidadania ao devolver Bolsa Família, dona-de-casa diz que presidente `foi pego de calça curta¿

SÃO PAULO. Exemplo no país após ter devolvido no ano passado o cartão do programa Bolsa Família, com o qual receberia R$50 por mês, a dona-de-casa Ione Pereira não se abala com a crise provocada pelas denúncias de corrupção que atingiram o governo Luiz Inácio Lula da Silva. Mesmo confessando estar chateada com o clima criado depois das denúncias de corrupção no governo petista, ela continua fiel ao que disse na entrega do "Prêmio Faz Diferença", que ganhou do GLOBO ano passado como um exemplo de solidariedade e esperança para o país.

¿ Eu ainda acredito que o Brasil tem jeito ¿ afirma.

Acompanhando as notícias sobre a crise enquanto faz os bordados que garantem a subsistência dela e do marido, Anquilino Machado, dona Ione continua confiando em Lula. Ela não acredita que ele soubesse dos esquemas e, por isso, ¿foi pego de calça curta¿.

¿ Não acredito, não. Ele não é tão culpado quanto dizem. Acredito que não sabia porque ele entrou foi para moralizar o país. Mas, sei lá, acho que, como se diz, pegaram ele de calça curta, não é? ¿ compara.

Dona Ione, que mora em um bairro pobre de Maringá (PR), não considera contraditório o comportamento de Lula, que mandou uma carta a ela elogiando sua atitude de devolver o cartão depois que o marido arrumou empego. "Talvez a senhora não tenha idéia da importância do seu gesto num momento como o que a gente está vivendo, dona Ione. O gesto de uma brasileira que, com toda a dificuldade que é a luta pela sobrevivência num país como o nosso, ainda encontra tempo para a solidariedade, é capaz da generosidade de pensar em seu semelhante", disse Lula na carta, que ela guarda com carinho.

¿ Ele deu um voto de confiança e fizeram o que fizeram... ¿ tenta explicar ao ser perguntada se acha que Lula não sabia o que auxiliares estavam fazendo.