Título: ASSESSORES PRÓXIMOS E ÍNTIMOS, MAS LULA DIZ QUE DE NADA SABIA
Autor:
Fonte: O Globo, 19/09/2006, O País, p. 9

Desde que estourou o escândalo Waldomiro Diniz, ex-assessor da Casa Civil, até a queda de José Dirceu, em 2005, e Antonio Palocci, este ano, o presidente Lula recorre ao mesmo discurso: de nada sabia ¿ apesar da proximidade com seus assessores e homens de confiança ¿ ou que foi traído, sem dar nomes. A procuradoria-geral da República, porém, denunciou 40 do grupo político de Lula pela ¿organização criminosa¿ do mensalão. E agora um assessor direto do presidente, além de dois assessores da campanha, são suspeitos da compra do dossiê contra tucanos por R$1,7 milhão.