Título: Anac determina inspeção em Boeing da Varig
Autor:
Fonte: O Globo, 18/01/2007, O País, p. 9

Avião derrapou na pista de Congonhas; segundo a agência, é o 3º incidente com o mesmo aparelho em 30 dias

BRASÍLIA. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mandou a Varig recolher para inspeção o Boeing 737 da Varig, prefixo PPVTA, que derrapou ontem, no fim da tarde, ao pousar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Segundo a Anac, esta é a terceira vez que a aeronave, utilizada pela Varig na ponte aérea Rio-São Paulo, derrapa na pista em pouco mais de 30 dias. A inspeção na aeronave deverá ser feita por técnicos da agência.

Em nota, a Anac divulgou que, por conta do incidente, o aeroporto ficou fechado por mais de uma hora para pousos e decolagens. Também em nota, a Varig atribuiu a derrapagem à chuva, que deixou parte da pista cheia d'água e forçou o piloto a uma frenagem mais brusca da aeronave.

Este problema, segundo a Varig, seria recorrente pela falta de atrito da pista, tanto que a própria Anac estuda uma forma de reforma da pista do aeroporto. A Varig informou que ninguém ficou ferido. Segundo a nota oficial da Anac, porém, os índices de atrito da pista principal de Congonhas - responsável pela boa frenagem nos pousos - estão dentro dos parâmetros internacionais. Além disso, não chovia em São Paulo às 17h48m, quando ocorreu o incidente.

Reforma das pistas do aeroporto está em debate

"A Anac determinou que o Boeing permaneça no solo para inspeção das condições operacionais da aeronave. Em decorrência do problema com o avião da Varig, o aeroporto de Congonhas deverá permanecer aberto até a 1h da manhã", diz a nota.

A situação do aeroporto de Congonhas é delicada. Outras aeronaves de diversas companhias derraparam na pista do aeroporto no último ano. Órgãos do governo confirmam que o aeroporto precisa de reformas. No dia 10, a Anac realizou uma audiência pública para discutir esta reforma, na qual mais de cem pessoas participaram. Durante a audiência a Anac sugeriu a ampliação do horário de funcionamento de Congonhas durante o período de obras entre as 5h30m e a 0h30m. Esse debate, contudo, é sobre a reforma da pista secundária. O incidente de ontem ocorreu na principal. Fontes do setor afirmam que mesmo a pista principal também precisa de reformas.