Título: Geddel assume e diz que fará a transposição
Autor:
Fonte: O Globo, 17/03/2007, O País, p. 8

Projeto do São Francisco enfrentava oposição da Bahia

BRASÍLIA. Ao assumir ontem o Ministério da Integração Nacional, o baiano Geddel Vieira Lima (PMDB) prometeu executar o projeto de transposição do Rio São Francisco, obra combatida pelo governo da Bahia até o ano passado. Mesmo com esse histórico e diante de protestos de movimentos sociais contra a obra, Geddel afirmou que deseja transformar em realidade "o sonho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de levar água ao semi-árido do Nordeste".

O novo ministro disse que não teme, sequer, perder popularidade na Bahia:

- Não estou preocupado com a minha popularidade, estou preocupado em servir ao meu país. O meu dever é cumprir a orientação do governo.

Ainda assim, Geddel disse que a Bahia terá tratamento especial do seu ministério:

- Só vai ter sentido eu ser ministro se eu cuidar da Bahia. É com esse objetivo que assumo. Sei que sou ministro do Brasil, mas a Bahia é a razão da minha vida pública.

A transmissão de cargo de Pedro Brito para Geddel reuniu a cúpula do PMDB, que o indicou. Até o ano passado, Geddel fazia oposição ao governo Lula e era apontado como um dos mais fiéis aliados do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

- Vivemos hoje uma nova fase do PMDB, legenda à qual sempre pertenci. Sinto-me feliz de ter aqui tantos companheiros de partido. O nosso PMDB acertou ao optar pela coalizão, que nos coloca na linha de frente dos interesses do país.

O ex-ministro Pedro Brito informou, em discurso, que em curto prazo o governo poderá dar início às obras de transposição do rio:

-Todos os passos iniciais foram dados. O senhor (Geddel) poderá dar início às obras já este mês. O Ibama está na fase final da preparação da licença ambiental, e o Exército está com os homens a postos para iniciar as obras.