Título: Planejamento familiar também será prioridade
Autor: Éboli, Evandro
Fonte: O Globo, 25/03/2007, O País, p. 4

Ministro mostra preocupação com gravidez precoce

BRASÍLIA. O ministro José Gomes Temporão privilegiará, em sua gestão, ações na área do planejamento familiar. Ele diz que há um sério problema de falta de acesso das mulheres, e também dos casais, a métodos anticoncepcionais. Temporão mostrou preocupação especial com a gravidez precoce.

- Percebi que, quando procuram o posto de saúde, as pessoas não encontram anticoncepcionais. É preciso garantir esse acesso e rever toda a logística. Vamos fazer um levantamento detalhado - disse.

Acesso à pílula, ao diafragma e à vasectomia

O ministro afirmou que dará atenção a essa política, ações que classifica de direitos sexuais:

- A idéia é garantir acesso à pílula, ao diafragma, à vasectomia e à ligadura de trompa. A mulher escolhe com o companheiro qual a melhor opção, o melhor método, a partir de uma decisão madura.

Temporão dará também atenção à prevenção do câncer ginecológico. Ele disse que o câncer de colo do útero deve matar este ano, no Brasil, cerca de 20 mil mulheres.

- Esse tipo de câncer é totalmente evitável. Basta fazer o exame preventivo - diz.

Na sua primeira semana, Temporão tratou de começar a montar sua equipe. Para o cargo mais importante após o de ministro, que é a Secretaria Executiva do ministério, ele escolheu Márcia Bassit Mazzoli, que já ocupou cargos importantes nos ministérios do Planejamento e da Previdência e estava atuando no Tribunal de Contas da União (TCU).