Título: Enade: governo premiará alunos de notas altas
Autor: Weber, Demétrio e Barbosa, Adauri Antunes
Fonte: O Globo, 20/06/2007, O País, p. 13

Estudantes ganharão bolsa de mestrado; presidente vai homenagear prefeituras que se destacaram em educação.

BRASÍLIA. O estudante de biomedicina Marcelo Pires de Oliveira, de 22 anos, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), será um dos 20 formandos premiados hoje pelo presidente Lula por seu desempenho no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Marcelo tirou a nota média mais alta entre os concluintes dos cursos de biomedicina no país: 93,8, na escala de 0 a 100. O resultado é também o maior entre os formandos de todas as áreas de conhecimento, embora as notas das diferentes áreas não sejam comparáveis, pois as provas de conteúdo específico são distintas.

Como os outros 19, Marcelo terá direito a uma bolsa de mestrado. Mas ele gosta tanto de estudar que, após terminar o curso, no final do ano passado, já tinha conseguido uma bolsa de estudo pela Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp), e já está fazendo mestrado. Ele vai se dar ao luxo de dizer ao presidente e ao ministro da Educação, Fernando Haddad, que não vai precisar da bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

- Sou CDF, sim. Gosto de estudar, sempre gostei. Para essa área da ciência que escolhi é importante gostar de estudar.

Niterói e Nilópolis ganham selo por não ter analfabetos

Lula vai premiar universitários e prefeituras que se destacaram em educação, e entregar o selo de "Cidade Livre do Analfabetismo" a 64 municípios com os menores índices de analfabetismo do país, dois deles no Rio: Nilópolis e Niterói. Outras 235 prefeituras serão condecoradas por terem obtido os mais altos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que combina resultados da Prova Brasil e taxas de aprovação.

Com média 91,9, Luísa Regina Mazer, da Escola Brasileira de Economia e Finanças, no Rio, foi a primeira entre os cursos de ciências econômicas. Ela é a única estudante de universidade fluminense na lista.

- O objetivo é criar um incentivo para que as pessoas façam a prova com dedicação - diz o diretor de Estatísticas e Avaliação da Educação Superior do Inep, Dilvo Ristoff.

Lula vai sancionar a lei que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).