Título: Senado: servidores fantasmas recontratados
Autor: Braga, Isabel; Jungblut, Cristiane
Fonte: O Globo, 15/05/2009, O País, p. 3

Prestadora de serviços à Casa não informa qualificação dos funcionários nem sua lotação.

BRASÍLIA. Contratada há pouco mais de um mês por ter apresentado proposta quase R$ 8 milhões mais baixa do que sua antecessora ¿ a Ipanema ¿ para fornecer 337 servidores de apoio terceirizados para a Secretaria de Comunicação Social do Senado, a Plansul (Planejamento e Consultoria Ltda) já está sob suspeita. Os gestores do contrato pelo Senado ¿ Aloysio Novais, Hermany Samuel e Carlos Alberto Belesa ¿ confirmam que só 35 dias depois da assinatura do contrato é que a Plansul encaminhou a lista dos servidores contratados, mas sem indicar a lotação nem apresentar a qualificação de cada um.

Notificada, a empresa admite que aproveitou a maior parte dos funcionários contratados por sua antecessora, entre os quais estariam 36 servidores fantasmas ou desviados de função, como preferiu a direção do Senado.

¿ Não tenho ideia do número exato de funcionários que reaproveitamos.

Nem sabia desse pessoal que estava desviado de suas funções.

Esse é um assunto que tem de ser tratado com os gestores do contrato, não devo nenhuma explicação a você ¿ reagiu o representante da Plansul, Paulo Machado Júnior, quando procurado pelo GLOBO.

Os gestores do contrato, no entanto, alegam que se recusam a referendar a lista dos terceirizados apresentada pela Plansul enquanto a empresa não apresentar documentos que atestem a capacitação dos prestadores de serviço. Por isso mesmo é que eles não podem atestar se os 36 servidores que estavam lotados fora da Secretaria de Comunicação continuam trabalhando em outros órgãos, o que foi proibido no novo contrato.

Também já foi constatado pelos gestores do novo contrato que alguns dos terceirizados contratados pela Plansul tiveram redução salarial e não o aumento de 11% acertado com o Senado durante a licitação. Como até agora a Secretaria de Comunicação Social não identificou qualquer problema grave na prestação de serviços da Plansul, os gestores pretendem aguardar por mais alguns dias uma manifestação formal da empresa, que teria sido notificada em 6 de maio.

O 1osecretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), disse que para evitar desvios o novo contrato proibiu que os 337 servidores que seriam contratados pela Plansul fossem lotados fora da Secretaria de Comunicação: ¿ Minha ordem foi para que aqueles que estavam desviados de função fossem demitidos.