Título: Exposição deu pouco impulso a Romney
Autor: Ribeiro, Alex
Fonte: Valor Econômico, 04/09/2012, Especial, p. A16

Uma série de pesquisas do Instituto Gallup não detectou nenhum sinal de que a Convenção Nacional do Partido Republicano tenha promovido um salto das intenções de voto no candidato Mitt Romney às eleições presidenciais.

A disputa entre o presidente Barack Obama e Romney permaneceu inalterada nos dias que se seguiram à convenção, segundo as pesquisas diárias realizadas pelo Instituto Gallup até o dia 1º.

A convenção partidária costuma elevar, ao menos momentaneamente, a intenção de voto no candidato do partido, devido ao aumento de sua exposição na mídia e ao reforço dos argumentos em favor de suas campanhas.

O discurso pronunciado por Romney na convenção republicana recebeu ainda baixa nota da opinião pública. Apenas 38% consideraram o discurso bom ou excelente, a mais baixa reação favorável dada a qualquer um dos oito discursos de aceitação de candidatura testados pelo instituto Gallup desde a indicação do republicano Bob Dole, em 1996, segundo pesquisa divulgada na manhã de ontem pelo grupo de pesquisa.

Um contingente de americanos inferior ao dos anos anteriores declarou que a convenção como um todo reforçou sua tendência a votar no Partido Republicano. A convenção teve um "impacto líquido" de 2 pontos percentuais. O Gallup calcula esse indicador subtraindo os que disseram que o evento diminuiu sua predisposição em votar no indicado pelo partido dos que declararam efeito contrário.

O "impacto líquido" da convenção republicana, realizada na semana passada em Tampa, na Flórida, foi o mais baixo já registrado por convenções de qualquer dos partidos, medido pela formulação do Gallup desde 1988.

O conjunto dos resultados da pesquisa reforça "a conclusão experimental de que a convenção republicana não alterou a disputa", escreveu Frank Newport, editor-chefe do instituto, em comentário postado em seu blog.

A pesquisa diária de monitoramento de intenção de voto realizada pelo Gallup no dia 1º mostra a corrida presidencial inalterada, em 48% para Obama e 47% para Romney, os mesmos percentuais mantidos desde 28 de agosto. Antes dessa data, Romney exibia vantagem de 1 ponto percentual.

As pesquisas de monitoramento do Gallup se baseiam na média de sete dias de dados captados em sondagem de intenção de voto.

Já uma pesquisa on-line realizada pelo instituto Ipsos para a Reuters detectou movimentação em favor de Romney após a convenção republicana. A sondagem, divulgada no domingo, mostrou a disputa empatada em 45% para cada candidato, em relação aos 4 pontos percentuais de vantagem de Obama uma semana antes.

A pesquisa de intenção de voto encomendada pelo jornal "Charlotte Observer" e realizada durante a convenção do Partido Republicano também mostra Romney à frente na Carolina do Norte, com 47%, contra os 43% de Obama. O Partido Democrata dará início à sua convenção no Estado hoje. Obama saiu vencedor na Carolina do Norte nas eleições de 2008.

A convenção republicana atraiu menos atenção do público do que a maioria das convenções anteriores. Cinquenta e um por cento dos americanos declararam ter assistido "grande parte" ou "parte" da convenção, o segundo menor percentual já registrado pelas oito convenções do partido acompanhadas pelo Gallup desde 1996.

A pesquisa do Gallup sobre as impressões deixadas pela convenção foi realizada em 31 de agosto e 1º de setembro, e sua margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.